brevemente disponível
 
Ver Galeria

I Liga [voltar]

Paços vence Académica e deixa sonho a um ponto

2015-05-17

Uma vitória da vontade e da confiança - abrilhantada com grandes golos -  marcou a despedida da Mata Real de uma época que está a ser fantástica e que poderá ainda terminar melhor caso o FC Paços de Ferreira some no Nacional o ponto que lhe falta para garantir o 6º lugar e o consequente regresso às competições europeias na próxima temporada
O jogo frente à Académica revelou as dificuldades que já eram esperadas, pois a equipa visitante poderia necessitar de um ponto para garantir a permanência na I Liga. Fruto dessa situação remeteu-se ao seu meio-campo e retirou muito espaço para o Paços explanar o seu futebol. A primeira parte apenas animou nos instantes finais com o golo (e que golo!) de Diogo Jota. O jovem avançado recebeu a bola ainda afastado da área, rodou e mandou uma autêntica bomba de pé esquerdo, que apenas parou no fundo das redes de Cristiano. 
Apesar da vantagem, o início da segunda parte não foi tão positivo, pois em dois minutos a Académica virou o resultado. Aos 53', Aderlan bateu um livre direto e enganou António Filipe para, aos 55', ser a vez de João Real desviar de cabeça para golo uma bola endossada em pontapé de canto.
Paulo Fonseca reagiu de pronto, lançando o supersónico Edson Farias, que teve influência decisiva na virada do resultado. Aos 59' arrancou pela esquerda e bateu forte e colocado para a igualdade. O empate ainda não servia o interesse dos pacenses, que colocaram em campo toda a sua energia para chegar à vitória. Aos 74', um cruzamento de Jaílson saiu com conta peso e medida para a cabeça de Diogo Jota, com este a colocar a bola com perfeição na baliza academista. O Estádio bem emoldurado levantou-se em uníssono perante mais uma obra de arte nesta tarde de verão. O Paços não quis ficar por aqui e procurou a tranquilidade, que poderia ter surgido por Rúben Pinto quando enviou a bola ao poste, na sequência de um pontapé livre. No entanto, a vitória estava segura e, daí até final, os Castores souberam gerir o 3-2 que os deixa a um ponto do sonho.
Foi um jogo que espelhou a espetacular época que a equipa está a realizar e que, independentemente do resultado final do último jogo, merece desde já o devido reconhecimento do universo pacense.

Árbitro: Nuno Almeida (Algarve), auxiliado por Pais António e Luís Ramos.
DisciplinaCartão Amarelo: Fernando Alexandre (30'); João Real (46'); Rafael Amorin (51'); Seri (90') e Ricardo Esgaio (90'+3).

FC PAÇOS DE FERREIRA: António Filipe; Jailson, Fábio Cardoso, Rafael Amorin e Hélder Lopes; Seri, Rúben Pinto, André Leal (Edson Farias, 58') e Hurtado (Sérgio Oliveira, 90'+3); Bruno Moreira (Cícero, 76') e Diogo Jota.
Não utilizados: Rafael Defendi; Romeu, Nélson Pedroso e Diogo Rosado.
Treinador: Paulo Fonseca

ACADÉMICA: Cristiano; Aderlan, João Real, Ricardo Nascimento e Oualembo; Fernando Alexandre (Marcos Paulo, 77'), Obiora, Esgaio e Ivanildo (Cissé, 70'); Nuno Piloto (Hugo Sêco, 77') e Rafael Lopes.
Não utilizados: Lee; Iago, Diallo e Ofori.
Treinador: José Viterbo

Ao intervalo: 1-0

Resultado Final: 3-2

Marcadores: 1-0 Diogo Jota (44'); 1-1 Aderlan (53'); 1-2 João Real (55'); 2-2 Edson Farias (59'); 3-2 Diogo Jota (74').


» 14ª Jornada
Castores trazem um ponto de Belém (1-1)
» Convocados
Belenenses vs FC Paços de Ferreira
» Liga NOS
Braga vence o Paços por 3-0
» Informação
Boletim Clínico 09.12.17
» Convocados
SC Braga vs FC Paços de Ferreira
» 12ª Jornada Liga NOS
Paços forte perde (2-1) com Sporting eficaz
» Convocatória
FC Paços de Ferreira vs Sporting CP
» Assembleia Geral
Contas aprovadas com saldo muito positivo
» 23 de novembro
Apresentação de Contas em Assembleia Geral
» Liga NOS
Castores sofrem derrota em Chaves (4-2)
 
 
web design