Paços elimina Casa Pia

Tanque bisa e Vasco Rocha carimba vitória pacense (3-1)

O FC Paços de Ferreira venceu pela 3ª vez esta temporada na Taça de Portugal, chegando dessa forma ao grupo das 16 melhores equipas da competição. Os Castores derrotaram o Casa Pia AC na Mata Real (3-1) e seguem vivos na prova rainha do futebol nacional.
Apesar de defrontarem um adversário de escalão inferior e do resultado final revelar alguma tranquilidade na vitória, o jogo esteve longe de ser um passeio, porque o Casa Pia se bateu muito bem durante toda a partida. É certo que as várias oportunidades de golo pertenceram quase em exclusivo ao Paços, mas ficou na retina também a qualidade de jogo demonstrada pelos casapianos. O Paços abriu cedo o marcador, no seu primeiro remate à baliza adversária (14′). Douglas Tanque aproveitou uma bola que sobrou na área e rematou de primeira para o fundo das redes do Casa Pia. O adversário continuou a trocar a bola bem entre si, mas as oportunidades eram do Paços. Wagner dispôs de três situações no primeiro tempo. Aos 16′ rematou rente ao poste; aos 20′ ultrapassou o guarda-redes e permitiu a interceção de um defensor sobre a linha de golo; e aos 43′ cabeceou ao lado, após um excelente cruzamento de Bruno Santos. A vantagem pacense ao intervalo era perfeitamente merecida.
No primeiro lance do segundo tempo o Casa Pia criou uma das suas melhores ocasiões de golo, com Bandarra a rematar forte para intervenção vistosa de Marco Ribeiro. Respondeu o Paços com o 2-0. Wagner cruzou da esquerda e Douglas Tanque saltou entre os centrais para um cabeceamento forte e colocado para golo. A vantagem pacense permitiu algum relaxamento à equipa, que acabaria por sofrer o golo do adversário. Após um lance de grande confusão na área o árbitro apontou a marca da grande penalidade, que Gonçalo Gregório (65′) aproveitou para transformar e fazer o 2-1. O golo empertigou um pouco o Casa Pia, mas o Paços nunca se desequilibrou, mostrando sempre estar mais próximo de ampliar a vantagem. Aos 77′ Bruno Santos arrancou mais um grande cruzamento da direita, mas o cabeceamento de Wagner saiu ao lado. Quase de seguida foi Bruno Teles a rematar cruzado, rente ao poste da baliza do Casa Pia. Nos últimos dez minutos a equipa lisboeta viu dois atletas expulsos e o jogo teve outra história. Douglas Tanque falhou o hat-trick (87′) da marca de grande penalidade, mas dois minutos depois chegou o golo pacense (3-1). Assistência perfeita de Bruno Teles para a conclusão de Vasco Rocha na pequena área, ele que havia entrado dez minutos antes para o lugar de Pedrinho. No derradeiro lance do jogo o Casa Pia ainda poderia ter reduzido a desvantagem para a diferença mínima. Marco Ribeiro cometeu grande penalidade sobre um avançado visitante, mas redimiu-se com uma grande intervenção que impediu Gonçalo Gregório de bisar no encontro. A vitória do Paços foi justa, apesar da réplica com qualidade do Casa Pia. Os Castores ficam agora a aguardar o sorteio dos 16/avos da competição, que terá lugar na próxima sexta-feira (12h) na sede da FPF. A 5ª Eliminatória será disputada entre os dias 18, 19 e 20 de dezembro.

ESTÁDIO: Capital do Móvel
ÁRBITRO: Cláudio Pereira (Porto), auxiliado por Sérgio Jesus e Vítor Silva.
Disciplina; Cartão Amarelo: Bruno Simão (13′); Diaby (37′); gonçalo Gregório (39′); Pedrinho (39′); Luiz Carlos (41′) e Marco Ribeiro (90′+3). Duplo amarelo: Ivan Dias (43′ e 86′); Cartão Vermelho (Bandarra (81′).

FC PAÇOS DE FERREIRA: Marco Ribeiro; Bruno Santos, Marco Baixinho, Junior Pius e Bruno Teles; Diaby (Christian, 45′), Luiz Carlos e Pedrinho (Vasco Rocha, 78′); Fatai (Uilton, 65′), Douglas Tanque e Wagner.
Não utilizados: Carlos Henriques; Marcos Valente, Barnes e Ayongo.
Treinador: Vítor Oliveira

CASA PIA AC: Rafael Marques; Ivan Dias, Bruno Simão, Davis Rosa e Duarte Coelho (Fábio Jorge, 83′); João Coito, Andrezinho (Tom, 71′) e Kikas; Evandro Roncatto (José Embaló, 59′), Gonçalo Gregório e Bandarra.
Não utilizados: João Cabrita; Carlitos, Cruchino e Jean Victor.
Treinador: Rúben Amorim

Ao intervalo: 1-0

Resultado Final: 3-1

Marcador: 1-0 Douglas Tanque (14′); 2-0 Douglas Tanque (53′); 2-1 Gonçalo Gregório (65′ gp); 3-1 Vasco Rocha (89′)